Meu Perfil
BRASIL, Norte, MANAUS, MONTE DAS OLIVEIRAS, Homem, de 20 a 25 anos, Portuguese, Música, Livros



Histórico


    Categorias
    Todas as mensagens
     poemas
     Cartas de Amor


    Votação
     Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
     Para ser grande, sê inteiro - Klenicy
     Mi Casa, Su Casa - Bia
     Blog da Bia
     A toca do mocho velho, por José
     Maga Patalógica - por Renata Leite
     Blog do Alex
     Gavetas e Janelas
     Inquietacoes
     Mentiras Históricas - por Cláudia
     Sensível Desafio
     Stalingrado 2 - rafael
     Olhos de ver a vida
     Aprender a Cidadania
     Na Cafeteria
     Zeca Camargo
     O Poço e a Mola
     Prestenção!
     Rumor de Anjos - Blog da Laysa
     Stalingrado III
     Blog da Neila
     Jornal das pequenas coisas
     Blog da Line
     Blog da Maylaa


     
    Experimentando-me


    Folha em branco

    Nestas páginas mortas

    mato o instante que passa,

    como se arranca uma folha bonita

    para colá-la no caderno.

    Estas palavras são minhas agora

    e eu as colo no meu caderno.

    Talvez elas sequem como as folhas

    e depois de algum tempo,

    quando forem lidas,

    sejam quase piores que folhas em branco...

    Que importa!

    Quero as folhas em branco,

    as folhas mortas,

    as palavras vazias.

    Quero-as agora, apenas,

    mesmo sem saber pra quê ou até quando,

    mesmo sem poesia, sem sonho,

    mesmo no anonimato.

    Quero-as como se quer abrir os olhos no dia seguinte,

    como se quer a cama no fim do dia.

    Escolho-as como quem desce a ladeira

    ou pega um atalho para chegar a lugar nenhum

    - as palavras são caminhos de se perder.

    Eu, que nunca soube onde estou,

    as tenho como guias nesta hora em que,

    entre folhas mortas e folhas que morrem,

    transito no veículo verbal

    sem nada a oferecer

    nem nada a pedir

    - esvazio-me.

    Para me tornar, quem sabe,

    uma folha em branco,

    uma morta folha em branco

    esperando que a vida lhe dê utilidade.

    Uma folha em branco...



    Escrito por carlos às 19h11
    [] [envie esta mensagem] [ ]




    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]